Dieta já!

DIETA

Depois de um tempo largada aos pecados quase mortais da geladeira, resolvi dar um passo em direção à minha saúde. Afinal, passei os últimos dois anos e meio jogando todo esforço que fiz em 2010 no lixo. dezoito quilos perdidos com tanto esforço e disciplina e ganhos à velocidade da luz ao primeiro sinal de frustração- exceto o mês que antecedeu meu casamento, período que resolvi passar a maior fome de todos os tempos. Mas para mudar é preciso ir às compras. Então, nesse momento, minha geladeira encontra-se repleta de peixe, frutas, agrião, cenoura, tomate, iogurte light, chá branco e suco de uva integral (desse eu não abro mão. Principalmente o branco. Li a respeito dos variados benefícios que ele traz à saúde, depois coloco o link aqui). E tem granola no armário para o café da manhã, ou seja, eu eliminei todas as possibilidades de inventar uma desculpa para ir até a loja de conveniência mais próxima e voltar com um Kit Kat, duas caixas de Amandita, uma barra de Shot e um tubo de Pringles. Confesso que minha saída à busca de um biquíni novo me inspirou definitivamente. Comprei o tal biquíni, mas um pouco relutante, queria algo um pouco mais comportado, eu queria uma maiô! Mas acabei me rendendo a um modelito modesto, tão modesto que fez o meu marido franzir a cara e dizer: “Esse negócio tem tecido demais.”  Tudo bem, aproveitei e comprei um short e uma camiseta para usar como “saída”, bem comportadinhos também, para cobrir tudo enquanto não estiver na água e me senti melhor assim. Antes de deixar o mau humor tomar conta pelo fato de ter deixado meu corpinho de sereia (mentira, nem era tudo isso) virar baleia, resolvi focar no fato que a força de vontade surgiu de verdade no começo desse ano. Invariavelmente eu costumava postergar o início da dieta para o fim das férias, ou somente quando “o treinamento do trabalho terminar”, ou depois do aniversário do meu filho, logo mais, em fevereiro, ou depois do Carnaval. Meu objetivo não é ficar igual à Gisele (aquela, a Bündchen). Com meus enormes 1,48m de girafa e aos 35, não tenho essa modesta pretensão. Só quero estar saudável e caber em roupas normais. Só isso. Tempo de profundas mudanças, minha reeducação alimentar começa agora, junto com a reeducação espiritual e mental que começou há alguns meses. E que venha muito Om junto para ajudar. Desenrolar meu tapetinho verde de Yôga será mais do que essencial.

Só falta o mar… ah, o mar… eu não paro de pensar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s